Café!Café!Café!

Um blog sobre… o que mesmo?

03 mar 2017
Comentários desativados em McCafé e o universo de cafés especiais como piada

McCafé e o universo de cafés especiais como piada

 

Tentando dominar o mundo, McCafé?

Recentemente a empresa McDonald UK, pertencente ao conglomerado mundial de empresas McDonald, criou um vídeo propaganda para sua rede McCafé, categorizando/reduzindo as cafeterias dedicadas ao café especial de ‘esquisitas’, ‘alternativas’, ‘hipsters’, cheias de “incongruências’, e outras noções equivocadas menos explícitas. Observe os tipos de “clientes” que eles colocam extremamente confusos diante do balcão…

Para não dar visualizações para o site da empresa, colocamos o vídeo no canal da Cafeoteca do Brasil, de forma ‘não listada’ para não ser bloqueado por conta de ‘direitos autorais’: https://youtu.be/TByXyNqYxc8

Eis a descrição original do vídeo, retirado do canal da empresa citada: “The coffee market has got a bit over-complicated, hasn’t it? But with McCafé, none of the frills or fuss. Only freshly ground beans, making great tasting coffee. It’s simple.” [“O mercado de café ficou um pouco complicado, não é? Mas com McCafé, não tem firulas ou espalhafato. Apenas café moído, trazendo um grande café para sua degustação. É simples.]

Nada como ter poder de mídia e ser um conglomerado unificado, com um único objetivo: tentar dominar o mundo. Infelizmente. E nada mais marketing de quinta categoria do que desmerecer ou ‘zoar’ aquilo que nem é seu nicho de mercado, afinal, sabemos bem qual a qualidade geral do produto ‘café’ desta detentora de marca de fast food. Mas o poder de entrada é GIGANTE. E é isso que incomoda… Para além disso, eles deixam explícito que, SIM:  o mercado dos especiais está crescendo exponencialmente  e que a informação é a pior arma que eles podem encontrar nos clientes!

Em alguma medida, é justamente a falta de unicidade no universo dos cafés especiais que nos deixa impotentes. Enquanto a gente discute pequenezas, os grandes já estão trazendo misinformação e contribuindo para a ignorância pública, transformando TUDO e TODOS da área dos cafés especiais em motivo de riso. Para o público desconhecedor do assunto, o vídeo dá a entender que os que são consumidores de ‘modinha’, são motivos de piada, e conclui: “evite isso tomando café no McCafé!”.

 

“Falem mal, mas falem de mim”

Ok. O vídeo é afronta pura do início ao fim, induzindo as pessoas a terem opinião negativa a respeito dos serviços e produtos das cafeterias dedicadas aos especiais. Mas, pior que isso, eles fazem as pessoas terem medo de ‘ficar com cara de bobo’ ou nem desejarem entrar em uma cafeteria de verdade por “não saberem o que fazer”!

Mas quem disse que não dá pra usar essa alfinetada para que possamos nos unir?

O que podemos aprender com essa experiência? Como esse evento (aparentemente pura afronta) pode nos beneficiar ou ajudar a garantir mais entrada de mercado para os cafés, de fato e de direito, especiais?

Como a figura do barista (não do “atendende de balcão” tipo McCafé) pode ser decisiva para desmistificar ou trazer informação REAL no contexto do vídeo?

Como podemos chegar mais perto do consumidor e fazer crescer o nosso negócio de forma transparente, justa e limpa?
Boas questões para um mercado que está crescendo sem um mínimo de objetivo em comum.

Pensemos…

Artigo original de Moni Abreu sob licença da Creative Commons.


Mais infos:

Um artigo (em espanhol) que também faz leitura do estilo agressivo da multinacional:

McCafé vs Cafeterías de Especialidad

Matéria veiculada no site da Exame, que já cria indisposições somente pela manchete, utilizando-se de vários conceitos errôneos, irresponsáveis ou no mínimo preguiçosos:

“McCafé tira sarro de cafeterias hipsters em novo comercial: Comercial do Reino Unido arranca boas risadas ao fazer piada com os cafés alternativos”

Para não gerar visualizações no site desta mídia marrom, utilizamos o encurtador  nao.usem.xyz , que é um serviço de compartilhamento/encurtamento de URLs com propósito de denúncia/comentário crítico. Em vez da página original, a URL encurtada direciona para uma cópia (em imagem) do conteúdo, de modo que não se aumentará o tráfego ou o pagerank da página em questão. Além disso, a cópia ficará disponível mesmo que a página original seja tirada do ar.

Vejam a cópia do artigo “McCafé tira sarro de cafeterias hipsters em novo comercial | EXAME.com”

 
Os comentários estão fechados.