Café!Café!Café!

Um blog sobre… o que mesmo?

Para quem ama café!

Quem ama café sabe que o prazer é o que nos move!

Para quem ama café e deseja atuar com aqueles que gostam de beber café, saiba que o mercado está aberto ao café especial, que ainda é novidade no Brasil! Mas antes de agarrar essas muitas oportunidades, é preciso entender o que é “café com C maiúsculo”: de onde ele vem, como se comporta, como se prepara, e como se vende!
Pergunte a sua cafeologa@moniabreu.com.br

Beijins Cafeinados!
Moni Abreu
21 981177505 (Tim e Telegram)
21 979128673 (somente Whatsapp)
21 972789238 (somente telefone Vivo)

label-cafeologa-moni-abreu-para-pag-face

Santa Rosa

Detalhes… Tem quem ache que ser detalhista é coisa de virginiano. Acredito que qualquer um que queira aproveitar o máximo de tudo nesta vida, deve se preocupar com os detalhes. Ao fazer uma viagem, ao ir ao mercado, ao transar, ao comer… todas as ações merecem atenção nos detalhes. São eles que no fim, fazem toda a diferença.

O Café Santa Rosa Gourmet me chamou a atenção na prateleira. Diferente daquelas embalagens “metálico futurísticas” que algumas marcas utilizam pra ganhar compradores desatentos, o Santa Rosa Gourmet tinha uma embalagem preta. Sisuda até. Mas ao virar a embalagem, tudo clareou!

embalagem café santa rosa

Quanta informação relevante sobre aquele café estava ali, impressa em menos de dois parágrafos! Origem, colheita, preparo pós colheita e tipo de bebida (sabor, acidez e retrogosto). Só não citou o tipo de torra, informação bastante relevante e até já meio comum nas embalagens de cafés brasileiros, e que pode fazer toda a diferença na bebida. Vou cobrar a inclusão dessa informação no site da empresa.

Selo da BSCA para cafés especiais

Selo da BSCA para cafés especiais

Bem, comprei na hora, claro! Com (quase) tudo explicadinho, como não experimentar? Não me arrependi, apesar do preço acima do mercado, o café era mesmo especial. Comprado na forma torrado e moído, o café é de origem única (Sul de Minas) e rastreado, tinha inclusive selo da Brazil Specialty Coffee Association (no site é possivel verificar pelo numero da etiqueta, a qualidade e origem).

Na xícara, ele se provou ser de fragrância e aroma suave, de paladar quase redondo, e agradou minhas papilas! Um achado no meio de tanta irresponsabilidade e desprezo pelo consumidor, a que comumente dão o nome genérico de “café tradicional”.

Eu sou virginiana e detalhista, e pelo bem do meu paladar e minha saúde, prefiro sempre o produto que me permite uma escolha e compra conscientes. Acho que todo consumidor brasileiro deveria ser um pouquinho virginiano!