Café!Café!Café!

Um blog sobre… o que mesmo?

União, café e mulheres

Felizmente tudo na vida muda, e se muda para melhor é sinal que estamos evoluindo.

Sempre que ouço a palavra café, eu penso nas mulheres. Sim, e porque eu penso nelas? Por que elas Leia mais…

Café, saúde e longevidade.

Já se foi o tempo em que o coitado do café era considerado vilão pela medicina. Hoje as pesquisas mostram seu grande valor nutricional e o café, finalmente, é elevado à condição de alimento funcional!

agrocafc3a9_cartaza3_jan13-mc3a9dio Para difundir as potencialidades do grão mais amado do Brasil (e talvez do mundo inteiro!) o AGROCAFÉ 2013, ocorrido em Salvador, BA, trouxe informações e novidades para produtores, apreciadores e comerciantes de café. Cardiologistas, professores, pesquisadores, técnicos e representantes de diversas instituições da área do café estiveram presentes às mesas e palestras demonstrando as qualidades do fruto e da bebida para nossa saúde e longevidade. Um momento riquíssimo  compartilhado em um auditório repleto de olhos e ouvidos atentos!

O evento trouxe ainda a oportunidade de participar de mini cursos muito bem conduzidos: Cafés sustentáveis; Plantio, Colheita e pós colheita; Barista; Classificação e degustação de café; Técnica de Preparo de Café Cereja Descascado; Cafeicultura orgânica, Técnicas para conilon; Irrigação; Planejamento e gestão da fazenda de Café.

Paralelo às palestras e cursos, nos estandes, vários cafés da Bahia foram degustados: Natura Gourmet, BBC – Bahia Bourbon Café, Terramater e outros dois cafés de Piatã, na Chapada Diamantina, meus preferidos, aliás! Assim que puder farei um artigo sobre eles!

A IWCA, Aliança Internacional das Mulheres do Café, seção Brasil, também se fez presente com a reunião de apresentação da entidade feita por Helga Andrade, barista e turismóloga de Lavras, MG, e Brígida Salgado, produtora de Piatã, BA. Mulheres cafeicultoras de diversas idades, oriundas de Itamaraju, Barra da Estiva, Barreiras e da Coopersuba, demonstraram seu engajamento e interesse pela mudança de paradigmas, tanto sociais quanto econômicas na área do café.

E no último dia do evento os pequenos produtores puderam participar do Seminário Nacional da Cafeicultura Familiar, levando questões diversas para o debate coletivo.

Quem perdeu o evento pode ter acesso ao Livro de Resumos. Imperdível! Parabéns aos pesquisadores e interessados no café que nos brindam com seus anos de estudos dedicados à área!